IFPA - Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, III CONGRESSO NACIONAL DE DIVERSIDADES E QUESTÕES ETNICORRACIAIS

Tamanho da fonte: 
“Roda de Samba”, influencias e relações com a cultura indígena.
Maria Coelho Botelho

Última alteração: 2015-11-06

Resumo


O samba de roda é uma variante musical tradicional do samba, criado provavelmente por volta do século XIX. É originário da Bahia e hoje conhecido nacionalmente como “Roda de Samba”. Normalmente o samba de roda tem início depois que são concluídas as rodas de capoeira, visando o entretenimento das pessoas aí presentes. Esta modalidade musical é repleta de disposição e de bom-humor, é o momento em que as mulheres revelam sua graça e sensualidade.  Historicamente, o Rio de Janeiro é considerado a capital global do samba brasileiro, pois nesta metrópole este ritmo se desenvolveu e conquistou seu formato atual. No decorrer dos anos as “Rodas de Samba” foram sofrendo influencias e alterações pela aceitação desse ritmo por vários estados brasileiros, bem como revela certa  ligação com a  cultura dos povos indígenas. O MARACÁ, por exemplo, – um instrumento indígena que deu origem ao ROCAR, um instrumento essencial das rodas de samba. Isso mostra as relações e influencia da cultura indígena na roda de samba. Muitas  composições foram produzidas fazendo alusão aos indígenas e sua rica cultura. Entre os compositores, identifica-se nesse projeto artistas como Bete Carvalho, Martinho da Vila, entre outros. Inclusive muitas escolas de samba do Rio de Janeiro e São Paulo inúmeras vezes homenagearam os nativos brasileiros com samba enredo de muito sucesso nas avenidas, como por exemplo, a Unidos de Vila Isabel que no ano de 2000 teve o melhor samba enredo do carnaval: “Sou índio, sou imortal”.  Os estudantes pesquisadores do NEABI FMA Campus Maracanã e seus orientadores, através do projeto de pesquisa “Roda de Samba”, influencias e relações com a cultura indígena, despertaram o interesse de saber como esta sendo tratada “as políticas educacionais de ações afirmativas indígenas no contexto do Campus São Luis – MARACANÔ. Em assim se posicionando acredita-se  que possam ser oferecer contribuições para que sejam colocadas em pratica pelos educadores, estudantes e corpo administrativo da instituição a Lei 10.639/2003 e 11.645/2008, que alteram os Artigos 26ª e 79 B da LDB/96. É importante destacar que foram realizadas   entrevistas com os professores e os departamentos de assistência estudantil do Campus cujo resultados  serão relatados pelos pesquisadores no decorrer do desenvolvimento do tema da ‘‘Roda de Samba’’ que está incluído no Projeto de Gênero literário: Uma Questão de raízes étnicas.

 

Palavras Chaves: Samba de Roda; Indígenas; Maracá.


É necessário inscrever-se na conferência para visualizar os documentos.